Picape da Chevrolet chega com preços entre R$ 125.390,00 R$ 213.290,00

A Chevrolet apresentou a nova S10, que chega à linha 2021 com novidades no visual e tecnologia, como o sistema Wi-Fi nativo. De acordo com a GM, o sinal, até 12 vezes mais estável que o de um smartphone, é o principal diferencial do Wi-Fi nativo do modelo, que é capaz ainda de se manter mais tempo conectada à rede 4G em função da antena que amplifica o sinal – isto se traduz em maior velocidade de transmissão de dados. A tecnologia permite que sejam feitas atualizações remotas (Over the Air) de sistemas eletrônicos do veículo. É capaz de identificar a necessidade de troca de óleo, por exemplo, e enviar um alerta para o WhatsApp do proprietário, que também pode iniciar a refrigeração da cabine à distância como forma de experimentar uma das várias funções do novo aplicativo myChevrolet. Tudo isso faz parte da conectividade nível quatro, a mais avançada disponível no mercado. A nova S10 incorpora também a mais moderna geração do multimídia MyLink. A novidade é a projeção sem fio para Android Auto e Apple Car Play.

A nova S10 está disponível em três opções de carroceria (cabine dupla, cabine simples e chassis cab), cinco níveis de acabamento (LS, Advantage, LT, LTZ e High Country), duas opções de motorização (2.5 Flex e 2.8 Turbo Diesel), assim como duas opções de transmissão (MT6 e AT6) e tração (4×2 e 4×4). Os preços são: R$ 125.390,00, S10 Advantage CD 2.5 Flex 4×2 MT6; R$ 141.990,00, S10 LT CD 2.5 Flex 4×2 AT6; R$ 146.790,00, S10 LTZ CD 2.5 Flex 4×2 AT6; R$ 156.690,00, S10 LTZ CD 2.5 Flex 4×4 AT6; R$ 158.500,00, S10 LS Chassi CD 2.8 Turbo Diesel 4×4 MT6; R$ 167.200,00, S10 LS CS 2.8 Turbo Diesel 4×4 MT6; R$ 169.200,00, S10 LS CD 2.8 Turbo Diesel 4×4 MT6; R$ 187.590,00, S10 LT CD 2.8 Turbo Diesel 4×4 AT6; R$ 206.190,00, S10 LTZ CD 2.8 Turbo Diesel 4×4 AT6; e R$ 213.290,00, S10 High Country CD 2.8 Diesel 4×4 AT6. São sete opções de pintura externa: branco Summit, cinza Graphite, prata Switchblade, preto Ouro Negro, vermelho Edible Berries e as inéditas cinza Topázio e azul Eclipse.

Em relação ao visual, a nova frente segue o estilo da mais atual linha de utilitários globais da Chevrolet. Agora existe uma clara diferenciação entre a versão topo de linha High Country e as demais. Na nova S10 High Country, a grade é toda escura e traz o nome Chevrolet em alto relevo sobre uma barra central. A tradicional gravata dourada, emblema da marca, pela primeira vez aparece deslocada do centro, localizada agora mais embaixo, à esquerda, sobre uma trama tipo colmeia.

Todo esse conjunto se harmoniza com os faróis com LED e com o para-choque, que passou por atualização. Conta com aplique central em cor diferenciada e uma moldura na parte inferior, que foi projetada para melhorar a capacidade do veículo de superar obstáculos, resultando num ângulo de ataque que passou de 27 para 29 graus. Outro elemento relevante para picapes off-road é o conjunto de faróis auxiliares. As luzes agora ficam em posição mais elevada, proporcionando maior proteção às lâmpadas e melhor poder de iluminação em determinadas situações, como em trechos de mato crescido.

Na lateral, a S10 High Country chama a atenção pelas novas rodas esportivas de aro 18. Ela combina as bordas usinadas com o centro e os raios em preto brilhante. Outro destaque é o santo Antonio envolvente, que traz mais volume para a caçamba (1.329 litros), a maior da categoria. Nesta parte do veículo, a principal novidade é o amortecedor da tampa traseira, que torna a operação de manuseio mais suave. O item é ofertado como acessório e serve às demais versões (LS, Advantage, LT e LTZ). Estes modelos acompanham as evoluções estéticas, mas com diferenças de acabamento, como a grade com elementos cromados e o logo da Chevrolet no centro, além de rodas específicas.

Na parte traseira, a picape equipada com câmera de ré projeta agora imagens de alta definição e conta com a função de engate. Traz linha-guia específica e zoom para facilitar a operação. Outro recurso deste sistema é que o usuário consegue acionar temporariamente a câmera traseira em plena viagem para uma checagem da situação do reboque. A S10 conta também com o controle eletrônico de oscilação do trailer. Este sistema é capaz de identificar alguma instabilidade dinâmica da carreta e frear seletivamente as rodas da picape.

Segurança – A S10 2021 ganhou reforços estruturais na carroceria. O veículo ficou até 20% mais resistente em caso de impacto. Além da alerta de colisão frontal, alerta de saída involuntária de faixa e controle eletrônico avançado de estabilidade e tração, que já tinha na linha anterior, agora oferece  a disponibilidade do sistema de frenagem autônoma de emergência, que freia o veículo automaticamente ao identificar uma situação de risco envolvendo o veículo à frente ou um pedestre que esteja cruzando a dianteira.

Este recurso funciona de 8 km/h a 80 km/h e pode mitigar ou mesmo evitar um acidente. Ele entra em ação quando percebe que o condutor está distraído ou que o veículo logo à frente realizou uma manobra abrupta. A S10 utiliza também a câmera deste sistema, localizada no alto do para-brisa, para ajudar o condutor numa frenagem de emergência – o motorista está na estrada, percebe uma situação de perigo, e freia. Mas caso o sistema entenda que a pressão aplicada no pedal não será suficiente, o carro intensifica a força de frenagem automaticamente. Ainda em relação a proteção aos ocupantes, o modelo vem agora equipada de série com seis airbags em todas as configurações. Até então, este era um item exclusivo da versão High Country. A picape também vem com sistema Isofix e Toptether para fixação de cadeirinha infantil nas versões de cabine dupla.

Novo turbo – A novidade que chega com a linha 2021 em relação a motorização é a adoção de uma nova turbina, a mesma que equipa a picape Chevrolet Colorado norte-americana. A vantagem do componente é que ele conta com uma estrutura otimizada que deixa as acelerações mais progressivas. Para a integração da nova turbina, a engenharia trabalhou numa nova calibração para o motor de 200 cavalos de potência e 51 kgfm de força. Com isso, a aceleração de 0 a 100 km/h ficou 0,2s mais rápida, passando para 10,1s no modelo equipado com transmissão automática (AT6).

 

 

 

 

 

Fonte: GM / Imprensa
Fotos: Divulgação