Agora nacional, SUV compacto da Chevrolet traz também mais tecnologias de segurança e conectividade

A Chevrolet apresenta o novo Tracker, agora nacional. Produzido na fábrica da GM em São Caetano do Sul (SP), o SUV compacto chega totalmente renovado com duas opções de motorização turbo (1.0T e 1.2T), duas opções de transmissão de seis marchas (manual e automática) e quatro opções de acabamento (versão de entrada, LT, LTZ e Premier). Os preços vão de R$ 82.000,00 a R$ 112.000,00 – e uma versão PCD por R$ 70.000,00. O modelo traz sete opções de cores, incluindo a de lançamento azul Power, exclusiva do modelo topo de linha.

O novo modelo estreia com uma nova família de motores turbo que, segundo dados da montadora, deixam até 17% mais econômico. São duas opções de propulsores ECOTEC três cilindros: 1.0T (16,8 kgfm e 116 cv) e 1.2T (21,4 kgfm e 133 cv), esta última disponível exclusivamente com transmissão automática. Na configuração de entrada, com transmissão manual, o novo Tracker mostrou rodar médias até 14,8 km/l (G) e 10,4 km/l (E) em perímetro rodoviário e até 13 km/l (G) e 9 km/l (E) em trechos urbanos. Com transmissão automática as médias de consumo do 1.0T são 13,7 km/l (G) 9,6 km/l (E) e 11,9 km/l (G) e 8,2 km/l (E), respectivamente. Já o modelo 1.2T percorre, na estrada, médias de 13,5 km/l (G) e 9,4 km/l (E). Na cidade, os números passam para 11,2 km/l (G) e 7,7 km/l (E). Quanto ao comportamento em acelerações e retomadas de velocidade, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10,9s.

O novo Tracker cresceu em comprimento (12 mm) e na largura (15 mm), enquanto a altura foi ligeiramente reduzida para dar proporções mais contemporâneas. Começando pela lateral, é possível notar a silhueta pautada pela aerodinâmica. O modelo ganhou uma terceira janela na coluna C, ampliando a visibilidade em manobras. Pouco mais embaixo, há uma linha ascendente que conecta faróis, maçanetas e lanternas. A parte inferior da carroceria reforça o aspecto de robustez do veículo. Toda a base dos para-choques, das portas e dos para-lamas contam com uma moldura escura que acentua a distância do veículo em relação ao solo. No centro, a peça é trabalhada com elementos tipo 3D típica dos veículos utilitários. Também tem caráter funcional, pois ajuda a proteger a lataria. Outro ponto marcante fica por conta do formato mais quadrado das caixas de roda. O novo Tracker vem equipado com rodas de alumínio de série. Na versão Premier elas são de 17 polegadas com superfície usinada, fundo cinza metálico e aros “flutuantes” cromados para combinar com outros acabamentos em mesmo tom. As rodas trazem cinco parafusos para, além de maior poder de fixação, permitir uma perfeita harmonização.

O capô é marcado por vincos para dar maior rigidez à peça. A grade superior é mais estreita e acomoda a gravata dourada, enquanto a inferior é mais larga para ajudar na refrigeração do motor, com destaque para o formato estilizados das aletas. Já na base do para-choque há um aplique em cor diferenciada. Na versão Premier existem LEDs também nas lanternas traseiras, agora bipartidas. A tampa traseira foi completamente redesenhada, seguindo o mesmo padrão estético das demais superfícies. Para valorizar os vincos da área central e o logo Chevrolet, o suporte da placa do carro foi deslocada para o para-choque, que acomoda ainda refletores, a luz de neblina e um extensor, que, como na parte dianteira e o rack de teto, vem pintado em cor diferenciada.

Interior tecnológico – As maiores dimensões externas combinadas com o entre-eixos 15 mm alongado e a redistribuição dos elementos mecânicos refletiram em um maior aproveitamento do espaço interno. Outro aspecto que chama a atenção dos ocupantes é a combinação de formas, cores, materiais e texturas da cabine. O quadro de instrumentos é moderno e de fácil leitura, concentrando as informações mais relevantes. O velocímetro e o conta-giros contam com grafismos exclusivos e ponteiros iluminados por LEDS. No meio há a tela de TFT colorida, que exibe o nível de combustível e quais ocupante traseiros estão ou não com o cinto de segurança afivelados. Ali fica também o visor do computador de bordo de até 14 funções, entre elas o indicador de distância do veículo à frente, o monitoramento da pressão dos pneus e o percentual da vida útil do óleo.

O acabamento interno das portas está integrado com o do painel. Destaque para acabamento em dois tons (preto JetBlack e azul Captain) na versão Premier. À frente há porta-objetos com suporte para smartphones, que deixa o aparelho melhor encaixado para evitar ruídos de trepidação. A manopla da transmissão e o carregador wireless também ficam apoiados sobre o console central, que se estende até os comandos do ar-condicionado, da tecla que permite a desativação do sistema Stop/Start, e os botões das travas das portas e do assistente de estacionamento. Logo acima ficam as saídas de ar do sistema de refrigeração, que contam com formatos personalizados e molduras em cinza acetinado no melhor estilo “high-tech”.

Outro destaque do novo SUV da Chevrolet está no compartimento de bagagem 30% maior. Ele se aproxima agora dos 400 litros de capacidade. Um recurso interessante é que a base agora pode ser ajustada em dois níveis de altura. No mais baixo, o usuário amplia a área de transporte em 36 litros. Já com a bandeja no nível mais alto, cria-se uma espécie de superfície plana quando o encosto dos bancos é rebatido, o que facilita a acomodação de objetos compridos ou pesados.

Em relação a segurança, o Tracker 2021 traz seis airbags, cintos de segurança dianteiros com sistema de pré-tensionadores, controle eletrônico de estabilidade e assistente em partida em rampa de série em toda as versões. Outra novidade é a opção do sistema de alerta de colisão com sistema de frenagem autônoma em caso de emergência para mitigar ou mesmo evitar acidentes. Uma câmera localizada no alto do para-brisas faz o monitoramento visual, enquanto sensores ultrassônicos fazem a leitura a fim de detectar a aproximação de algum outro veículo à frente. Primeiro, o veículo tenta alertar o condutor por meio de um alarme sonoro e de um faixo luminoso que é refletido na base do para-brisas. Caso não haja qualquer reação do motorista, o sistema aciona automaticamente os freios. O pacote de segurança ainda oferece alerta de ponto cego, sensores de estacionamento dianteiros, traseiros e laterais com indicação gráfica no computador de bordo e câmera de ré com linhas guias que projetam a movimentação do veículo conforme o ângulo de esterçamento do volante. Destaque também a o serviço de telemática OnStar, presente nos modelos Chevrolet.

Em relação a conforto e comodidade, o novo Tracker apresenta o estacionamento semiautônomo para vagas paralelas e perpendiculares. O sistema é capaz de girar o volante sozinho e ajudar a encaixar o veículo até mesmo em vagas mais apertadas. As instruções são passadas ao motorista na tela do veículo. O conceito de “Smart SUV” se faz presente através do sensor de chuva, que aciona e ajusta automaticamente a intensidade de varredura dos limpadores conforme a condição climática e a velocidade de cruzeiro do veículo. Já o sensor crepuscular aciona automaticamente os faróis quando a luminosidade natural fica reduzida. Ainda dentro dessa lógica de automação tem a chave inteligente. Ao se aproximar do carro, mesmo que com a chave dentro do bolso, o veículo identifica o usuário e permite o destravamento das portas e o acionamento da ignição por botão. A chave eletrônica é um item de série desde a versão LT e permite comandar remotamente a abertura e o fechamento das janelas. O modelo também pode vir equipado com retrovisor eletrocrômico, no qual o espelho se escurece temporariamente para evitar ofuscamento da visão do motorista enquanto um veículo logo atrás trafega com a luz alta ou desregulada, por exemplo.

Conectividade – O novo Tracker oferece Wi-Fi embarcado. Com isso, o usuário não precisa usar o plano de dados pessoal para acessar a internet. O sistema de internet de alta velocidade é nativo. Ou seja, faz parte da arquitetura eletrônica do veículo, permitindo atualizações remotas como já acontece com smartphones. Outra vantagem é que a antena amplificada do veículo proporciona intensidade de sinal até 12 vezes superior em deslocamentos, além do máximo nível de segurança cibernética devido ao sistema genuinamente integrado ao veículo. O Wi-Fi da Chevrolet é uma parceria exclusiva com a Claro. Além dos 3 GB ou três meses de cortesia para experimentação, o cliente poderá adquirir futuramente planos de dados adicionais de 2 GB até 20 GB/mês. Em relação a nova geração do multimídia MyLink, agora com tela ampliada para oito polegadas, ele está mais responsivo aos comandos, traz maior velocidade de processamento, novo layout, resolução gráfica superior, possibilidade de customização e novos menus. Outra novidade é a possibilidade de pareamento simultâneo de até dois celulares por Bluetooth. O multimídia é compatível com os sistemas Android Auto e Apple CarPay para projeção de aplicativos, incluindo os principais de trânsito online e os de troca de mensagens, como o Whatsapp. Para evitar distrações, há comandos por voz. Carregador sem fio para smartphones e duas saídas USB traseiras completam o pacote de conectividade.

 

 

 

 

 

 

Fonte: GM / Imprensa
Fotos: Divulgação