É o que garante a Reed Exhibitions, organizadora do evento, que acontece de 12 a 22 de novembro no São Paulo Expo

O Salão Internacional do Automóvel 2020, que acontece de 12 a 22 de novembro em São Paulo, está atraindo vultosos investimentos. A afirmação é da Reed Exhibitions, organizadora do evento. Segunda a empresa, nesta edição, o Salão terá quatro grandes pilares: evolução, tecnologia, mobilidade e entretenimento. A Reed, uma das maiores organizadoras de eventos do mundo e responsável no Brasil pelas grandes mostras da cadeia automotiva, como Fenatran, Movimat, Salão Duas Rodas, Automec e Expo Fenabrave, informa que pretende não só erguer um evento memorável como liderar a renovação dos salões no mundo.

A organização, atenta às novas necessidades do mercado automotivo, afirmou que irá introduzir novos conceitos e atrações no Salão de São Paulo, o terceiro maior do mundo. Embutido em uma nova plataforma de negócios, surgirá um aplicativo como uma das atrações do Salão do Automóvel 2020, que será incorporado de forma definitiva ao conceito do evento. Por meio dessa inovação, as marcas automotivas e os principais players de tecnologia e mobilidade do mundo poderão conectar-se aos visitantes em diferentes formatos, como exposição de produtos, apresentação de conteúdo e conceitos, além de novas experiências.

Cada atração do evento terá seu conteúdo reunido em um QR Code, podendo ser imediatamente capturado pelo smartphone do visitante. Mas isso não é tudo. O caminho inverso também irá existir: cada visitante terá um QR Code em seu próprio ingresso. Quando o cliente manifestar interesse em qualquer produto ou serviço (carro, inclusive), ele será “capturado” por aquela marca visitada, gerando imediatamente um lead, que seguirá diretamente para o expositor. Empresas de avaliação de carros, bancos, seguradoras, entre outros, também farão parte dessas ações. “Essa inovação vai gerar negócios para todos os expositores, inclusive vendas de carros”, comenta Leandro Lara, diretor de Eventos da Reed Exhibitions, ressaltando que caberá a cada expositor a forma de gerenciar essas vendas com suas respectivas redes de concessionárias. A Reed Exhibition estima que mais de 500 mil leads sejam gerados durante os 11 dias de evento.

Não é a primeira vez que o Salão do Automóvel rompe paradigmas. Em 2016, por exemplo, o tema “mobilidade” foi inserido de modo amplo no Salão do Automóvel por meio da criação de inúmeras experiências para os visitantes, como pista de test-drives multimarcas, pistas exclusivas e, também, um circuito específico para veículos elétricos e híbridos. Essa postura de vanguarda será estendida na edição 2020: haverá um maior número de empresas de tecnologia, buscando ampliar a necessária discussão sobre o tema Mobilidade, com novas alternativas e possibilidades de negócios – além de atrações inéditas pata os visitantes.

O Salão do Automóvel irá manter seu maior patrimônio – conexão direta entre marcas, produtos e visitantes. E ampliará o destaque para novas tecnologias e o futuro da multimobilidade, a exemplo do que ocorre com a feira norte-americana CES (Consumer Electronics Show). “Temos capacidade para ser uma moderna plataforma que reúne todos esses novos avanços”, destaca Lara.

Além das pistas de test-drives, a organização trabalha com duas marcas para a criação de pistas off-roads, utilizando uma área próxima à São Paulo Expo. Veículos elétricos e híbridos também terão pistas de test-drives específicas, assim como – mais uma novidade – será definida uma pista específica para demonstrações de carros autônomos. Principais categorias do automobilismo terão lugar especial nessa edição e serão apresentados carros de corrida, com algumas demonstrações feitas em pistas. Já os superesportivos ganharão local de destaque, a ser informado brevemente.

Fonte: Expert & Cia / Imprensa
Foto: Divulgação