O SUV da Volkswagen deverá estrear oficialmente ainda no segundo semestre deste ano

O T-Cross já está em fase final de testes e avaliações no Brasil. De acordo com a Volkswagen, o SUV será produzido em São José dos Pinhas, no Paraná, e sua estreia mundial oficial ocorrerá ainda no segundo semestre deste ano. Ele mede 4.199 mm de comprimento e 1.568 mm de altura (10 mm mais alto que o T-Cross europeu). A distância entre os eixos do modelo que será produzido no Brasil é de 2.651 mm (88 mm a mais do que a distância entre-eixos do T-Cross europeu) – sendo consideravelmente maior do que o Polo, cujas dimensões são: 4.057 mm de comprimento, 1.468 mm de altura e 2.565 mm de entre-eixos. O SUV terá duas opções de motores TSI, que combinam injeção direta de combustível e turbocompressor para entregar alta eficiência energética e prazer ao dirigir. O motor 200 TSI Total Flex desenvolve potência de até 128 cv (94 kW) com etanol. Já o motor 250 TSI Total Flex gera potência de até 150 cv (110 kW).

A parte dianteira destaca-se por sua altura, com uma grade ampla e faróis de LED integrados. Também responsável por esta altura acentuada é a tampa do compartimento do motor. A região inferior da parte dianteira distingue-se por detalhes como os faróis de neblina inseridos de modo marcante. A capacidade do porta-malas varia entre 373 e 420 litros. Nas versões do T-Cross com faróis halógenos, a luz de condução diurna é integrada no módulo dos faróis de neblina, já no caso de faróis full-LED, a luz de condução diurna encontra-se acima, na carcaça do farol. Nas laterais, uma linha característica acentuada divide os espaços. Atrás, ela forma uma seção dos ombros impactante, e assinala na traseira um novo elemento de design da Volkswagen: a faixa de refletores estendida transversalmente na parte traseira e emoldurada por um painel preto.

Segurança – Com seis airbags (dianteiros, laterais e do tipo “cortina”) e uma gama ampla de sistemas de assistência, o T-Cross traz sensores dianteiro e traseiro para estacionamento. Também poderá ser equipado com o sistema “Park Assist 3.0”, que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais – e agora com a função de freio de manobra.

Entre os outros sistemas de assistência estão o sistema de “Frenagem Automática Pós-Colisão” (aciona automaticamente os freios do veículo em caso de acidente) e o “Detector de fadiga” (detecta a perda de concentração do motorista e o sistema recomenda uma pausa para descanso). Além disso, o T-Cross poderá ser equipado com “Seletor do perfil de condução”, para o motorista ajustar a experiência de direção entre os modos normal, ecológico, esportivo ou individual.

Todas as versões serão equipadas de série com ESC – Controle eletrônico de estabilidade. Segundo a marca alemã, esse sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica está para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Volkswagen do Brasil / Imprensa
Fotos: Divulgação

 

 

Anúncios