Por Vito Zanella (Colaboração)

Não tem como negar que o automóvel é sempre – sempre foi, e sempre será – destaque em produções cinematográficas. As vezes é o principal protagonista. Um deles é o Mini. Seja um modelo novo ou um clássico, ele desfruta de um carisma especial, mesmo daqueles que, simplesmente, param o que estão fazendo para apreciá-lo com os olhos. Apesar do porte compacto, seu jeitão esperto e irreverente logo cativou celebridades, como os Beatles; o líder dos Rolling Stones, Mick Jagger; o ator norte-americano Steve McQueen, e o comediante Rowan Atkinson, o eterno Mr. Bean – só para citar alguns famosos.

Com todo esse fascínio, não demorou muito para o Mini surgir nas telas do cinema. Sua primeira aparição de destaque foi em 1969, no filme “Um Golpe à Italiana”, estrelado pelo ator britânico Michael Caine. Na época, o Mini Cooper já reinava como ícone da cultura pop e da indústria automobilística do Reino Unido. Veja a seguir algumas das principais participações do modelo no cinema. Filmes que valem a pena assistir novamente.

The Magical Mystery Tour (1967) – Em 1966, o empresário dos Beatles, Brian Epstein, deu a cada um dos integrantes da banda um Mini Cooper S. No ano seguinte, George Harrison aproveitou as filmagens de The Magical Mystery Tour para exibir a personalização que ele havia feito no carro. Ele mandou pintar a carroceria de vermelho brilhante e decorou-a com desenhos da mitologia indiana. Neste filme da fase psicodélica dos Beatles, o lendário Mini Cooper de Harrison faz uma rápida aparição, com o próprio ao volante e acompanhado de John Lennon, no banco do passageiro. Em 2009, uma versão repaginada do carro foi lançada pela Mini no aniversário de 50 anos da marca. O carro foi leiloado e a renda arrecadada destinada à uma instituição criada pelo guitarrista, morto em 2001.

Um Golpe à Italiana (1969) – Estrelado pelo ator britânico Michael Caine, o filme ensinou como captar cenas de perseguição empolgantes envolvendo carros. Até hoje, esta comédia policial é lembrada pela sequência que mostra três Mini Coopers S coloridos – azul, vermelho e branco – desfilando em alta velocidade e fazendo malabarismos pelas ruas de Turim, na Itália. Os pequenos e carismáticos modelos fazem peripécias, até então, inéditas para a época, como saltar entre edifícios, entrar em túneis e descer escadarias. A ousadia do filme foi tanta que rendeu ainda cenas rodadas em uma pista de testes construída no topo de uma antiga fábrica da Fiat. A ação gira em torno de um meticuloso plano de assalto executado por Charlie Crocker, vivido por Caine, com a ajuda de comparsas. Este clássico longa-metragem rendeu uma refilmagem em 2003, batizada no Brasil como “Uma Saída de Mestre” e tendo Mark Wahlberg e Charlize Theron nos papeis principais.

Mr. Bean (1990) – O personagem hilário e mundialmente conhecido criado pelo ator Rowan Atkinson, chegou às telas de TV na década de 1990 e fez história com seu humor tipicamente britânico. Ao longo dos 15 episódios da série, que é reprisada até hoje em vários países, Mr. Bean guiou não apenas um, mas dois Mini Morris 1000, um de cor verde, ano 1969, e outro laranja, fabricado em 1977. Em um de seus momentos memoráveis, Mr. Bean enche o carro com bugigangas compradas em uma loja. Sem ter como entrar no carro, ele decide guiar o carro sentado uma poltrona amarrada no teto. Em 2015, nas comemorações pelo 25º aniversário da série, Atkinson refaz a memorável cena acelerando o Mini Morris verde em torno do Palácio de Buckingham.

Identidade Bourne (2002) – Outro filme que traz um clássico Mini em cenas de tirar o fôlego e que viraram referência quando o assunto são sequências cinematográficas de perseguição envolvendo carros. No longa-metragem de estreia da trilogia sobre o espião Jason Bourne, vivido pelo astro Matt Damon, uma fuga alucinada mostra um Mini Mayfair cruzando as ruas de Paris em alta velocidade. Além de descer escadarias e atravessar passagens estreitas, e com a polícia francesa em seu encalço, o Mini guiado por Bourne mostra a agilidade e a grande capacidade de manobras do carro, características já conhecidas graças ao motor transversal posicionado na frente e à tração dianteira.

Austin Powers, em “The Goldmember” (2002) – No terceiro filme da série cinematográfica sobre o agente secreto trapalhão Austin Powers, vivido por Mike Myers, o carro guiado pelo protagonista não poderia ser outro senão um Mini Cooper S caracterizado com as cores da bandeira da Grã-Bretanha, a Union Jack. Desta vez, Powers precisa salvar seu pai, Nigel – interpretado por Michael Caine –, das garras de seu eterno inimigo, o Dr. Evil. Na sátira americana aos filmes de espiões, Powers acelera o Mini Cooper S tendo ao lado Caine e a cantora Beyoncé, que faz o papel da namorada do agente secreto, Foxxy Cleopatra.

Uma Saída de Mestre (2003) – Neste remake do clássico “Um Golpe à Italiana”, não poderia faltar a épica sequência que mostra três Mini Cooper S em fuga. Nesta nova versão, atualizada e vertiginosa, a cidade de Turim, na Itália, retratada no clássico filme, dá lugar à Los Angeles (EUA). As cenas rodadas no metrô da cidade figuram nas melhores listas de fugas cinematográficas envolvendo carros já feitas. Em “Uma Saída de Mestre”, o astro Mark Wahlberg é quem dá vida ao ladrão Charlie Crocker, que está decidido a recuperar um cofre roubado por um ex-sócio. Para executar seu plano, ele reúne um grupo de especialistas, entre eles, dois pilotos interpretados pelo ator Jason Statham e pela bela Charlize Theron. As tomadas feitas no metrô, em que os Minis descem uma escadaria e andam na plataforma de embarque dos trens, utilizaram 32 Mini Cooper, entre eles um Cooper com dois volantes para que um dublê pudesse guiar o carro enquanto um dos atores pudesse de dedicar à sua interpretação diante das câmeras. Após o término das filmagens, este exemplar foi adquirido pela Mini para ser exposto na fábrica de Cowley, na Inglaterra. No início do longa, a cena que mostra um Mini Cooper vermelho guiado por Stella, a personagem interpretada por Charlize Theron, foi a forma que os produtores encontraram para homenagear o clássico “Um Golpe à Italiana”.

A Teoria de Tudo (2014) – A participação do Mini no filme que conta a história do físico britânico Stephen Hawking e de Jane Wilde, sua esposa na época, ocorre quando o casal viaja a passeio acompanhado pelo filho Robert. O carro, uma perua Morris Mini-Traveler, versão alongada do Morris Mini original, era usada frequentemente pela família para transportar Hawking e sua cadeira de rodas. A primeira geração das peruas Morris Mini-Traveller e Austin Countryman foi lançada no início da década de 1960. Hawking, que sofria de esclerosa lateral amiotrófica, morreu em março deste ano, aos 76 anos. A interpretação de Eddie Redmayne, no papel do protagonista, rendeu a ele o Oscar de Melhor Ator. A atriz Felicity Jones, por sua vez, representou a esposa do cientista.

Pixels (2015) – Os fãs mais jovens da Mini vão se lembrar das cenas em que quatro Cooper S Hatch de cores diferentes – azul, rosa, laranja e vermelho – perseguem e são perseguidos por uma versão gigante do Pac-Man, o personagem redondo que dá nome ao famoso videogame. Nesta comédia protagonizada por Adam Sandler, quatro amigos que cresceram jogando videogames clássicos da década de 1980, precisam salvar o mundo de alienígenas que acreditam que vídeos de jogos de fliperama são uma declaração de guerra. E os próprios personagens de videogames, como Pac-Man, Donkey Kong e Space Invaders, são usados pelos alienígenas para invadir o planeta.

 

 

 

 

 

Fonte: BMW Group Brasil / Máquina Cohn & Wolfe / Imprensa
Fotos: Divulgação

 

Anúncios